PESQUISE NESTE BLOG

Carregando...

domingo, 5 de julho de 2015

Estudo Dirigido - Filme: Laranja Mecânica



QUESTÕES REFERENTES AO FILME: “LARANJA MECÂNICA”, DE STANLEY KUBRICK.


  1. Pode-se afirmar que apesar das aparências o universo do filme é atualíssimo? Justifique esta resposta.

Sim, levando-se em consideração o quase totalitarismo da política, quando distorce a realidade em nome do engrandecimento e poder dos próprios políticos e/ou milionários e por outro lado, por conta da violência desenfreada que assola todos os lugares, nos quais não há mais respeito pelo ser humano, seja ele idoso ou criança. E ainda, retrata a realidade de nossos centros urbanos repletos de gangues, cada uma delas com suas características e especificações, desprezando totalmente o resto dos valores existentes. Nota-se que boa parte da população está com o comportamento desajustado, agressivo e desequilibrado. Tal como no filme, a má política e a má formação do sujeito, influenciam bastante nesta realidade cruel.



  1. Numa das suas investidas o chefe do bando, Alex, comete um crime que o leva a uma casa de detenção e dali para um programa de reeducação, manipulado por um político astuto. O fundamento deste programa é a teoria do condicionamento.  Com base na exposição do professor, exponha o que viria a ser esta teoria e seus principais representantes.

Neste caso, a teoria aplicada à prática, levou o jovem a detestar as coisas que mais gostava de fazer: violência e sexo, através de condicionamentos e drogas que tornaram coisas e ações agradáveis em extremamente desagradáveis. De acordo com esta teoria os comportamentos surgem como resultado de um reflexo, de certa maneira chamado, “não-voluntário”, ou seja, são forjadas ações de estímulo-resposta entre ambiente e sujeito. Portanto, os estímulos são temporalmente pareados com estímulos aliciadores e, em certas condições, aliciam as respostas semelhantes ao que fora, digamos, programado. Alguns teóricos: a teoria do fisiologista I. Pavlov (séc. XX), desenvolvida mais tarde por John B. Watson e B. F. Skinner, psicólogos norte-americanos que quebraram o paradigma comportamentalista da Psicologia.



  1. Tomando como base o filme assistido, estabeleça uma relação entre a Psicologia e os mecanismos de controle social.

A Psicologia tendo, às vezes, como objeto de estudo o comportamento humano, o psiquismo humano entre outros, acaba por se aprofundar nestes estudos e daí “desmistificar” as capacidades e incapacidades provenientes da mente humana. Então, ela utiliza certos conhecimentos para o exercício do controle social. No filme, através de estudos, métodos e experimentos, a Psicologia, enquanto recurso usado pelos profissionais da área, se aprofundou no caso de Alex e pôde, através de testes, torná-lo vulnerável a certos estímulos e daí obtiveram controle sobre suas ações diante dos mecanismos de condicionamento, deste modo, “resolveu-se” um problema social e fez-se com que ele se parecesse solucionado e inofensivo à sociedade.



  1. Qual a sua opinião? O filme Laranja Mecânica seria uma crítica à desordem social que impede os jovens de terem melhor perspectiva de vida, ou uma história sobre a natural transição da adolescência para a maturidade? Justifique sua resposta.

Seria uma crítica à desordem social, mas eu não concordo que essa desordem impeça, diretamente, os jovens de terem melhor perspectiva de vida. Entendo, portanto, que tal déficit social possa influenciar e não favorecer boas perspectivas de vida. Isto é um fato! Mas não implica co-relacionar a ausência de benefícios à presença de fortes prejuízos e comportamentos animalescos e desumanos, isto é, se eu não tenho boas perspectivas, por que me inserir no caminho dos maus comportamentos? Tenho que lutar para conseguir algo bom, ou ao menos, não adentrar na pior das situações.
Extraída de: www.ccine10.com.br
Disponível em: www.guiadasemana.com.br .Acesso em jul. de 2015.


REFERÊNCIA
BOCK, Ana Mercês Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: Uma Introdução ao Estudo da Psicologia.  13. ed. rev. ampl. São Paulo: Saraiva, 2001.

LARANJA Mecânica. Direção e Produção: Stanley Kubrick. Roteiro inspirado em “A Clockwork Orange” de Anthonn y Burgess. Reino Unido: Warner Bros., 1971. (137 min), son., color. Título original: Clockwork Orange.