PESQUISE NESTE BLOG

Carregando...

domingo, 5 de janeiro de 2014

Poesia - Mágoa Infeliz


Disponível em: tempoespirita.blogspot.com
Que mágoa é essa,
Que me destrói por dentro?
Que caminho é esse,
Que não me leva ao alento?

Porque dele eu preciso,
Enquanto sinônimo de alimento.
Sendo também
Sinônimo de sustento.

Que seja um sustento capaz
De me manter bem vivo:
Sóbrio, voraz e audaz;
Evolutivo e pensativo.

Que me mantenha acalorado,
Bem longe do escuro,
Do vazio e da soberba,
Mas sereno e amante.
JaloNunes.