PESQUISE NESTE BLOG

Carregando...

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Coletânia de Poesias - APSEF - ano 2001

2001
1º lugar

SÃO FRANCISCO DE ASSIS
Olga Mathion - SP

A prece é terapia sacrossanta
Que leva o carma de quem padece.
A fé sublima a dor que desencanta
E o sofrimento evola-se na prece.

Caminhos foram abertos por um Santo
Com metas que se ocultam no trabalho:
"Que eu leve a esperança..." é um acalanto;
"Que eu procure tanto..." é um atalho.

Nobre poder atrai cristãos e ateus,
Os animais e toda a criação........
Para esse apóstolo - hálito de DEUS.

Bendito é pois SÃO FRANCISCO DE ASSIS!
Bem comparado é máxima oferenda
Como a pureza de uma flor-de-lis.


2º lugar

O DIAMANTE
Silio Campos - MG

Meu coração peregrino
Pé feito roda-gigante:

Fica perto, fica longe,
E ainda se espraia adiante.

Meu coração de menino
Detesta a vida sem vida.

Sem viço, sem graça, vazia.
Do amontoado dos dias.

Tão meus, tão claros, presentes,,
E, ainda assim, tão distantes.

Ficam-me as ousadias,
Os disparates frementes.

Do aprendizado da gente
Em se tornar diamante.


3º lugar

OS BRAVOS
Benedito Alves de Souza - PA

Caminham passos com embaraços,
...exaltam encantos;
desfilam rostos, em seus abraços,
...derramam prantos.

Correm sorrindo sem mais cansaço,
...sofrendo tanto;
sem terem o amparo sequer de um braço,
...tentam, no entanto.

Cumprindo à risca o seu fadário,
...seguem rezando nesse rosário;
mesmo sofrendo, não tropeçam;
tocam pra frente, não desvanecem.

Feitos profetas de fé sofrida,
...são mais valentes, herois da vida.



Disponível em:
Coletâneas de Poesias/ Associação Nacional dos Aposentados e Pensionistas do Serviço Público Federal. - Brasília: LGE Editora, 2007. 276 p.