PESQUISE NESTE BLOG

Carregando...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Igreja da Sagrada Família - Barcelona/Espanha

"O Templo expiatório da Sagrada Família de Barcelona foi iniciado em 1882 e ainda hoje se encontra inacabado. O seu risco deve-se ao gênio criativo do arquiteto catalão Antoni Gaudí, que aplica os ideais da Arte Nova à arquitetura religiosa".
"O artista está ligado a uma vertente mais arquitetônica e orgânica da Arte Nova, procurando captar todos os elementos naturais de uma forma muito precisa. Todos os pormenores são imbuídos de simbolismo. A decoração inspira-se em elementos neogóticos (agulhas das torres em forma de espigas de milho, rendilhado nas bandeiras dos vãos), elementos barrocos (as estruturas funcionais passam a ser meramente decorativas) e elementos mouriscos (utilização da cor e do tijolo vidrado)".
"Mas a grande contribuição de Gaudí foi no campo da estática com a supressão dos contrafortes através de um hábil sistema de descarga de forças. Assim, o peso da abóbada central (de forma hiperbólica côncava) já não se distribui sob forma de pressão descendente e lateral, como acontecia na arquitetura gótica".
"A utilização de superfícies parabólicas e hiperbólicas resulta no escoramento quase vertical das colunas, que, por estarem levemente inclinadas, recebem a restante pressão lateral. Para termos uma ideia da grandeza do projeto da Sagrada Família, basta referir que tem 12 campanários de 100 m de altura cada, 5 cúpulas e um coro de 14 m de altura para 2.200 cantores, que podem ser ouvidos no interior e no exterior[1]".
Em 2008 saíamos da La Pedrera e caminhávamos por ruas desconhecidas em busca de explorar as maravilhas dessa belíssima construção. Depois de cruzar ruas e esquinas, eis que as primeiras torres puderem ser vistas. Ao longe nem tanto impactante, mas de perto, um espetáculo da inteligência humana! Cada um de nós (brasileiros) pagamos 8 euros (segundo eles para ajudar a concluir a obra) e adentramos a uma Igreja extraordinária e que mistura religiosidade e arquitetura aos nível quase da perfeição!
A uns 200 m pode ser vista, antes uma belíssima formação para lâmpadas.
Guindastes e armações  de ferro se misturam às suas imponentes torres e agulhas.




Uma parte posterior da Igreja Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Cenas da Crucificação de Jesus, por toda a Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Detalhes ao talento e religiosidade de Gaudí - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.


Esculturas com motivos religiosos adornam a área externa - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Detalhes numa das pilastras - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.


Esta coluna é supostamente sustentada por uma tartaruga-marinha grande.

Pelo menos 08 torres podem ser vistas, deste ângulo - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.


Vitrais coloridos e caprichosamente desenhados - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Um "emaranhado" de detalhes cautelosamente elaborados - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Uma das colunas no interior. Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Várias colunas na parte interna da Igreja Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

No ápice das pilastras se reproduzem formas de árvores - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Dezenas de espaços para serem preenchidos com vidros - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Parte do teto suspenso - Sagrada Família - Barcelona, Espanha.


Detalhe da Sagrada Família na parte externa da Igreja - Barcelona, Espanha.




AL visita a Sagrada Família - Barcelona, Espanha.
Um leve toque do sol se pondo, a torna ainda mais bonita; Sagrada Família - Barcelona, Espanha.
Sagrada Família - Barcelona, Espanha.

Sagrada Família - Barcelona, Espanha.


[1] Disponível em: Sagrada Família (Barcelona). In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2012; < http://www.infopedia.pt/$sagrada-familia-(barcelona)>. http://www.sagradafamilia.cat/. Acesso em: agosto de 2012.