PESQUISE NESTE BLOG

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Procissão 2017

Ora trazemos algumas fotos da Procissão à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ocorrida nesta manhã, em atenção ao último dia de Festas, no Povoado Serra da Mandioca, área rural de Palmeira dos Índios/AL. Em relação a alguns vídeos que foram feitos, postaremos brevemente em nosso canal no Youtube.
No dia anterior a procissão a procissão, os fiéis vão de casa em casa com a imagem da Padroeira.
A criança tenta se proteger do barulho dos foguetes.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - programação 2017

Segue abaixo a programação da Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em 2017, padroeira do povoado Serra da Mandioca, área rural de Palmeira dos Índios/AL. A programação é um convite distribuído pela própria comunidade. Este ano, além de toda a programação comum a todas as edições, como novena, missas, procissão, corais, leilão, barracas, zabumba, parque de diversões etc. teremos também algumas novidades, tais como a apresentação de um grupo de Pastoril e o lançamento do livro escrito pela professora Cristina Moreira, de tema "Religiosidade popular, devoção e cultura".

sábado, 28 de janeiro de 2017

Uma (das diversas) superfícies do Sagrado. . .

Templos são locais sagrados arquitetados pela humanidade, com o intuito de servir a religião. Espiritualmente e especialmente na tradição cristã, costuma-se também associar o termo a própria estrutura humana, enquanto habitação para o divino. 
Diversos são os termos utilizados para designar um local específico para a ligação da introspecção humana com a espiritualidade, com a divindade, a depender de cada cultura, de cada religião, assim temos:
Igreja, Congregação, Casa de Oração, Capela, Catedral, Paróquia ou Basílica, para os cristãos;
Mesquita, para o islão;
Sinagoga, para o judaísmo;
Mandir, para o hinduísmo;
Salão do Reino, para as Testemunhas de Jeová; 
Terreiro, para as religiões afro-brasileiras;
Centro Espírita, para o espiritismo;
Dentre outras.
A ideia nossa, nesta série de postagens, é mostrar (mesmo que superficialmente e externamente) a fachada de alguns templos sagrados, com destaque para as igrejas católicas neste primeiro momento.
Paróquia do Senhor Bom Jesus dos Pobres, em Quebrangulo/AL.

Igreja dedicada a São Francisco de Assis, na Vila São Francisco (Município de Quebrangulo/AL).

Igreja de Nossa Senhora do Bom Conselho, Arapiraca/AL.

Catedral de Nossa Senhora do Bom Conselho, Arapiraca/AL.

Catedral Basílica Metropolitana de Cuiabá/MT.

Igreja São Gonçalo do Porto, em Cuiabá/MT.

Igreja do Rosário, Cuiabá/MT.

Catedral Diocesana Nossa Senhora do Amparo, Palmeira dos Índios/AL.

Igreja Nossa Senhora da Corrente, em Penedo/AL.

Catedral de Nossa Senhora do Rosário, Penedo/AL.

Convento Franciscano e Igreja de Santa Maria dos Anjos, Penedo/AL.

Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Penedo/AL.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Festa do Glorioso Mártir São Sebastião, em Palmeira dos Índios/AL - programação 2016

Foi divulgada através de panfleto emitido pela paróquia de São Sebastião, pertencente a Diocese de Palmeira dos Índios - Alagoas, a programação da Festa do Glorioso Mártir São Sebastião, ano 2016.
As fotos abaixo reproduzem fielmente a referida programação, detalhada no panfleto/convite.

S. Sebastião, Grão Vasco, 1530, Viseu. Disponível em: http://aarteemportugal.blogspot.com.br/

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Festa de Nossa Senhora do Amparo - Palmeira dos Índios/AL: programação 2016

Assim como fizemos ano passado (programação 2015) trazemos a Programação da Festa de Nossa Senhora do Amparo (2016), da Diocese de Palmeira dos Índios - AL, através do panfleto que é confeccionado e distribuído pela própria Catedral.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Palavra do Ano (Portugal)


Visitando o site da Infopédia (Dicionários Porto Editora), nos deparamos também com uma curiosa enquete que abordava sobre a “Palavra do Ano”. Observamos ainda que esta iniciativa ocorre sistematicamente desde 2009. Refletindo-se enquanto uma das mais importantes expressões sociais, a língua (e aqui entendida e externalizada através das palavras) se constitui enquanto um importante reflexo do que ocorre anualmente na sociedade (e com maior incidência) no âmbito de Portugal, dos países de língua portuguesa, bem como em relação aos termos e expressões que se destacam mundialmente, nomeadamente na Europa.
"PALAVRA DO ANO é uma iniciativa da Porto Editora que tem como principal objetivo sublinhar a riqueza lexical e o dinamismo criativo da língua portuguesa, patrimônio vivo e precioso de todos os que nela se expressam, acentuando, assim, a importância das palavras e dos seus significados na produção individual e social dos sentidos com que vamos interpretando e construindo a própria vida".
"A lista de palavras candidatas é produto do trabalho permanente de observação e acompanhamento da realidade da língua portuguesa, levado a cabo pela Porto Editora, através da análise de frequência e distribuição de uso das palavras e do relevo que elas alcançam, tanto nos meios de comunicação e redes sociais como no registo de consultas online e mobile dos dicionários da Porto Editora, tendo em consideração também as sugestões dos portugueses através do site <www.palavradoano.pt>". 
Anualmente tivemos os seguintes resultados:
Em 2009 a palavra escolhida foi "esmiuçar" (palavra que ganhou notoriedade no âmbito de uma rubrica televisiva dos comediantes Gato Fedorento);
Em 2010 ganhou a palavra "vuvuzela" (instrumento amplamente utilizado pelos torcedores do Mundial de Futebol da FIFA de 2010, na África do Sul);
2011 a palavra em destaque foi "austeridade" (no sentido de política de austeridade, que dominou o cenário de grandes potências mundiais);
Já em 2012 a expressão foi "entroikado" (ainda por causa da crise econômica em Portugal e as condições de austeridade impostas pela troika, muitos portugueses se sentiram entroikados);
Em 2013 se sobressaiu a palavra "bombeiro" (profissionais que se destacaram no combate a incêndios que destruíram florestas e pessoas, no ano em questão);
2014 se destacou a palavra "corrupção" (suspeitas que foram detectadas em diversos setores da sociedade, entidades e personalidades públicas);
Já em 2015 obtivemos a expressão "refugiado" (diversas pessoas em fuga dos conflitos existentes no Oriente Médio, as quais arriscaram a vida em processos migratórios rumo a diversos países da Europa).
Em 2016 as palavras ainda podem ser votadas, sendo elas: "brexit", "campeão", "empoderamento", "geringonça", "humanista", "microcefalia", "parentalidade", "presidente", "turismo" e "racismo". Acesse o site do Palavra do Ano e vote!

Obs. os textos GIF (Graphics Interchange Format/formato para intercâmbio de gráficos) foram realizados no site <http://pt.bloggif.com/>.