PESQUISE NESTE BLOG

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Poesia - Curriculum vitae

Meu nome é Carolina:
Que tem problema na retina;
Que adora uma esquina
Disponível em: Wikipedia
E tem muita amiga menina.

Meu antecedente é da Argentina,
Mas agora vivo em Minas;
Tomo leite com niacina;
E ordenho a vaca com a tina.

Gosto de estar por cima;
Tomar muita vitamina,
Mas tive medo do katrina
Lá de Santa Catarina.

Viver bem é minha sina;
Monto cavalo que empina;
Já tive problema de angina,
Mas superei com auto-estima.

Já torci pra Fiorentina,
Agora, só para a Argentina,
Porque o Brasil desatina,
E das outras não está mais acima.

Contemplo a actínia;
A riqueza lá da mina,
E quando tomo insulina
Fico nova, com tudo em cima.
JaloNunes.
Actínia. Disponível em: www.photomazza.com

domingo, 23 de abril de 2017

Trilha: de Rainha Isabel/PE a Palmeira dos Índios/AL

“Uma trilha ou trilho é um caminho ou estrada de passeio terrestre usado para caminhada ao ar livre, o pedestrianismo, ciclismo ou outras atividades de locomoção[1]”.
A Trilha em questão é a “Calango”, segundo alguns participantes trata-se de um desmembramento da "Trilha na Terra do Índio", e costuma fazer trilhas quinzenais (sempre aos domingos).
As fotos mostram a Trilha realizada na presente data desde o distrito de Rainha Isabel/PE até a cidade de Palmeira dos Índios/AL, um percurso de mais ou menos 23 Km.
Saímos de van, da cidade de Palmeira dos Índios por volta das 04h45min da manhã com destino a Rainha Isabel/PE. De lá caminhamos desde as 6h da manhã rumo a Palmeira dos Índios/AL, passando pela cachoeira “Buraco da Nêga”.
Foram cerca de 6h de caminhada progressiva, com pequenas paradas, especialmente no “Buraco da Nêga”.
Distrito de Rainha Isabel/PE.
Deixamos Rainha Isabel para trás.
Uma pequena pausa na cachoeira "Buraco da Nêga".
Já perto de meio dia começamos a avistar (ao fundo) Palmeira dos Índios/AL.
Descendo e deixando o Cristo do Goiti para trás.
Estendida , a cidade de Palmeira dos Índios.
___________________________
[1] Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Trilha Acesso em abr. de 2017.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Serrote do Vento - uma montanha entre Alagoas e Pernambuco

Nesta Sexta-feira Santa em vez de irmos para o Cristo do Goiti, subindo a Serra de mesmo nome, como fazíamos todos os anos (em Palmeira dos Índios/AL), resolvemos nos aventurar pelo Serrote do Vento, que também atrai diversos visitantes na referida data! E esta aventura "naturo-religiosa" valeu muito a pena!
“O Sitio Serrote do Vento localiza-se na zona rural do município de Estrela de Alagoas-AL, na divisa com Bom Conselho-PE. O mesmo é um ponto de visitação no período da Semana Santa. Localizado no agreste alagoano, o município de Estrela, que um dia pertenceu ao município de Palmeira dos Índios, tem forte potencial turístico, pois, fica entre serras e com uma vegetação diferenciada. Estrela de Alagoas é conhecida como a terra do tatu-bola (que deu origem ao antigo Povoado Bola), terra da pinha, onde o município também é rico em fruticultura. Enfim, ter um contato com a natureza faz bem a saúde. O Serrote do Vento é justamente por que além de ficar num ponto muito alto, o vento é cortado em forma de serrote pela montanha de pedra[1]”.

 

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Uma (das diversas) superfícies do Sagrado (parte 3)

Dando continuidade a nossa série de postagens que trazem as fachadas de diversas igrejas e templos, mundo a fora, trazemos igrejas encontradas em Juazeiro do Norte/CE; Assunção/Paraguai; Palmeira dos Índios/AL; Garanhuns/PE; Ribeirópolis/SE e Londrina/PR.
Capela do Socorro, Juazeiro do Norte/CE.

Basílica Santuário de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte/CE.

Santuário São Francisco das Chagas, Juazeiro do Norte/CE.
Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, em Juazeiro do Norte/CE.
Catedral de Nossa Senhora da Assunção, em Paraguai.

Igreja da Encarnação, Paraguai.
Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, na zona rural de Palmeira dos Índios/AL.

Capela da Mãe Rainha, em Garanhuns/PE.

Matriz do Sagrado Coração de Jesus, Ribeirópolis/SE.

Capela sincrética no campus da Universidade Estadual de Londrina - UEL, em Londrina/PR.